Como avaliar minha franquia para vendê-la?

Voltar

 

Como avaliar minha franquia para vendê-la?

 

O cálculo do valor de uma empresa é complexo e pede uma avaliação dos resultados futuros do negócio, dentro do prazo de contrato da franquia


Por Ricardo Bomeny*

" Gostaria de saber como avaliar minha franquia para uma possível venda. Possuo uma franquia com quatro anos de operação, atuando no Norte Fluminense com comercialização de softwares e serviços em ERP. Tenho sido consultado sobre a possibilidade de vendê-la. Qual o melhor método para avaliá-la? Fluxo de caixa descontado? Valor da carteira de clientes? Considero o que já recebo mensalmente como receita recorrente das manutenções mensais? Deve considerar o que já tenho de prospects e leads? Considero as oportunidade de negócio em andamento (uma vez que o ciclo de venda de ERP é de no mínimo seis meses)?”

Délio Richard Lázaro


Prezado Délio,

Há muitos métodos utilizados para fazer o cálculo de valor de uma empresa ou negócio, ou a valoração (valuation, em inglês). Cada tipo de empresa e situação pede uma compreensão prévia antes de definir qual a maneira mais apropriada de avaliação. Os métodos de valoração mais conhecidos e divulgados são os que utilizam múltiplos (de faturamento, de fluxo de caixa ou ainda de resultados ajustados) e os que utilizam projeções de resultados e fluxos de caixa posteriormente trazidos a valor presente. Os métodos que usam múltiplos são simplificações de cálculos mais complexos, fundamentados em projeções de resultados futuros. Esses valores facilitam a definição de parâmetros, que certamente deverão ser ajustados com o progresso das negociações. Ou seja, o valor inicial normalmente precisa de ajustes.

Os princípios que norteiam o estabelecimento de valor de uma empresa são os resultados futuros a serem auferidos pela empresa por meio das condições atuais do negócio. Ou seja, é uma projeção futura de resultados fundamentada nas condições vigentes, nunca considerando situações de investimentos ou possibilidades de vendas. Para deixar claro: o que precisa ser valorado são os resultados futuros daquilo que você conseguiu construir até o momento em sua empresa. Os indicadores de desempenho comercial atuais e os históricos do negócio serão os fundamentos para estabelecimento da performance comercial futura. Da mesma maneira, devem ser considerados custos e despesas.

Para fazer uma projeção, será necessário também definir o período de tempo a ser projetado. Quando se trata de uma empresa franqueada, há que se levar em consideração o prazo do contrato de franquia. Não se pode considerar um prazo além do que está nesse acordo. Portanto, se seu contrato de franquia tem mais três anos de vigência, sua projeção máxima será também de três anos. E assim por diante.

Ainda será preciso estabelecer critérios de taxa de capitalização ou desconto (dependendo do método) para trazer a valor presente as projeções de resultados futuros. De maneira geral, o cálculo é bastante técnico e complexo. Para ser prático, você poderia acrescentar um prêmio a uma taxa de rendimento de uma aplicação financeira premium, obtida com uma instituição financeira. Entretanto, essa seria uma aproximação grosseira. O ideal seria consultar um especialista para definir os parâmetros de valor mais adequados para o seu negócio.

*Ricardo Bomeny é diretor presidente da Associação Brasileira de Franchising


Fonte: http://revistapegn.globo.com

Todos os direitos reservados - © 2010
Agência de internet - RGB Comunicação